SINDEFER

Sindicato Nacional Democrático da Ferrovia

Acordos EmpresaBreve HistorialEstatutosHistóricoContactos

 

 
Ferrovia, tudo atrasado ou parado

O sector ferroviário é muito propenso a encurvados, aos mais variados níveis, que dizem sempre que sim a todos os governos, a todos os administradores, em suma, a todos os mandantes de ocasião.
Ter voz própria não é reconhecidamente a melhor qualidade do sector. É pena, assim, nunca sairá da "cepa torta"



Na maioria dos casos, o ministério justifica o não cumprimento da calendarização com atrasos ocorridos na fase de estudos e projectos, bem como na avaliação de impacto ambiental. Mas muito deste atraso (só 15% dos projectos estão em fase de construção) deve-se à paralisação a que a antiga Refer esteve sujeita quando se procedeu à sua fusão com a Estradas de Portugal. O novo gigante daí resultante tornou difícil o arranque das obras devido às violentas restruturações realizadas que redundaram numa menor capacidade de decisão da componente ferroviária.
Leia aqui os atrasos vigentes.
Voltar atrás